Nova entrevista com Denise Saito, designer e fundadora da Freela School →

“Eu acho que a coisa mais importante para você empreender é você ter um porquê. Não adianta nada você fazer algo sem ter um motivo real para aquilo.”

Referências

Essa série nasce para incentivar a construção dos nossos próprios repertórios criativos. É um projeto convite para profissionais poderem contar sobre suas histórias, compartilhar referências e fazer provocações para comunidade, liderado por Fabi Nakasone e Isa Marques, designers brasileiras.

Fomentando o
design brasileiro
desde 2014.

Fomentando o design brasileiro desde 2014.

Através de curadoria, artigos e entrevistas que promovem a indústria criativa no Brasil.

O descolamento como um exercício para extrair ideias da mente à realidade. →

“Uma ideia, ao nascer, precisa sobreviver à barreira de imigração da técnica e manuseio da ferramenta para embarcar na cidade da realidade.”

Entrevistas mais lidas pela comunidade.

Lebassis →

“Quando mais novo, sempre me foi apontado que ser do jeito que sou era motivo de vergonha. Ser viado, não poder deixar o meu cabelo crescer; gostar de Sandy & Junior sendo homem, gostar de vestir as coisas que eu visto, ler o que eu leio, fazer o design que eu quero fazer. E, por muito tempo, acreditei que essas coisas poderiam me atrapalhar profissionalmente.”

Tereza Bettinardi →

“De uns tempos pra cá, a gente percebeu que a humanidade tem se mostrado bastante ineficiente em aprimorar uma tecnologia humana inventada há mais 3 mil anos: a democracia. Então eu acho até um pouco ingênuo quando designers gráficos propõem eventos ou exposições para expressar o desejo de construir um mundo melhor.”

Estúdio Daó →

“Temos vários interesses que orbitam o universo do estúdio e gostamos de fazer coisas que não necessariamente têm relação com o trabalho (…) Acredito que esses interesses contribuem com nossa formação como cidadãos e isso pode acabar se refletindo em nossa atuação profissional.”

Movimento UX →

“Acredito que precisamos entender mais sobre o Brasil e sobre o brasileiro. Trabalhar com UX é muito mais do que investigar a experiência com a interface, o fluxo e a plataforma. É buscar entender as necessidades reais das pessoas. Para isso, precisamos investir mais em pesquisa para entender melhor o contexto cultural, social e econômico no qual estamos inseridos.”

Ensaios e reflexões sobre nossa indústria.

Gabriela Namie →

“Descobri o design paralelamente com a minha mãe, que era professora de português e hoje é designer de mobiliário. Sempre gostei de atividades artísticas quando criança e queria ter uma profissão ligada à criatividade. Descobrimos a existência do design e me apaixonei pela área gráfica.”

Elaine Ramos: editando design →

“Até porque o design no Brasil, até pouco tempo atrás, era feito por não designers. Então, o design brasileiro tem contaminações que colaboraram para essa riqueza, essa polifonia é muito rica!”

Celso Longo + Daniel Trench →

“É um pouco difícil e até curioso porque, por mais que trabalhemos com projeto, a gente não se organiza de uma maneira tão programática assim. Por exemplo, a maneira como a gente se denomina aconteceu de um jeito muito orgânico.”

Giovanna Cianelli →

“Giovanna é ilustradora e designer com raízes na Arquitetura e design de mobílias, descobrindo seu caminho em Design Editorial e Ilustração através de sua paixão por artes plásticas, música, desenho, contracultura e sua influências do punk em sua adolescência. Giovanna compartilha três referências que marcam sua carreira e deixa uma provocação para o mercado.”

Eufonia

Uma nova playlist todo mês. Conheça o Vol. 1, contendo 15 músicas selecionadas por José Gasparian, fotógrafo e designer de produto digital na Elephant em San Francisco. Gasparian acredita que design e música tem relação até nos pequenos detalhes e elaborou uma playlist que representam sua visão sobre o tema.

A Escola Livre

A Escola Livre é um experimento de educação em design gráfico. Um espaço de pesquisa, prática e diálogo entre designers gráficos e interessados em projeto. Idealizado e realizado por Guilherme Falcão e Tereza Bettinardi. As entrevistas dessa série foram realizadas presencialmente em 2015 e fazem parte da publicação Entrevistas Vol. 1.